Meus Poemas-12.

0

MONTANHA.

Agrestes montanhas,
Mar revoltado,
Deserto com manhas,
O inimigo irado.

No meio cercados,
Com um medo atroz,
Não ficam calados,
Levantam sua voz.
Por: António Jesus Batalha.

GRAÇA.

Tenho em mim a Divina Graça,
Uma luz quando anoitece,
Do meu íntimo jorra um rio,
Num constante desafio,
Mui sereno pró mar quando desce.

Vivia como quem passa,
Nem tempo tinha de parar,
Musgos nasciam dos meus passos,
Cordas fortes eram meus braços,
Quando os elevava para o ar.

Quando seguia meu caminho,
Ninguém via se passava,
Alheio a tudo o que via,
Numa triste melancolia,
Que muito mal cantava.
Por:António Jesus Batalha.

0

SENHOR.

Dirige os meus passos Senhor,
É tortuosa a via;
Conserta as fibras deste ser,
Que outrora emlanguecia…
Os meus lábios e coração,
Que almejam te adorar,
Fá-los fruir o Teu saber,
E sempre Teu amor gozar!
Por:António Jesus Batalha.

A MINHA MÃO.

A mão que te ofereço,
Para que venhas à verdade,
É tudo quanto te peço,
Que deixes essa vaidade.

É tudo quanto te peço,
O voltares de direcção,
A mão que te ofereço,
Pra deixares a ilusão.

Abre teu coração,
É tudo quanto te peço,
Segura com prontidão,
A mão que te ofereço.
Por: António Jesus Batalha.

0

VÊ.
Que haja em nós fé amor no caminho,
Elevar os olhos ver ao longe a ponte,
Caminho atravessar ao alto monte,
Onde se vê a luz, a porta do nosso ninho.

A Palavra Sagrada do Divino,
Que em determinado vaso secou-se,
E a luz que nele estava dissipou-se,
Continua em frente grande peregrino.

Conquista com Cristo teu futuro,
Sente a glória e o poder em ti deixado,
Do Cristo que na cruz ensanguentado,
Fez de ti príncipe, em vez de mendigo escuro.

P’las bodas do Cordeiro embriagado,
Onde não há ilusão ou fantasia,
Pelo Amor eterno arrebatado.

Ergue-te nessa firmeza estóica,
Inalando em tua alma a maresia.
Em esforço glorioso de alma heróica.
Por:António Jesus Batalha.

A Verdade Em Poesia, António Batalha, Bíblia Sagrada, Ciência, Desporto, Deus,Jesus Cristo,

Anúncios

Sobre Antonio Jesus Batalha

Um Peregrino..
Esta entrada foi publicada em Meus Poemas-12., Poemas com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Obrigado e volte sempre.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s